Um Natal ~contente~ e o Quebra-Nozes

Feriado passou, coração ainda está quentinho pela experiência, orações foram feitas, fotos foram postadas (só duas hehehe), lembranças foram guardadas, a ceia foi suuuper apreciada (obrigadão, manhêê! :D) e, apesar desse ano não ter ganhado nenhum presente, o ~Jogo do contente~ entrou em ação e pôs minha cabecinha para funcionar. Resultado: Muitas e muitas coisas para agradecer (e é assim que eu gosto).

55984_Papel-de-Parede-Arvore-de-Natal--55984_1600x1200

Foto: Google.

Claro que nem tudo foram flores (mas bem que poderia, anyway…), minha única vovó viva passou mal e passou a véspera e o Natal no hospital. A pressão subiu, as pernas incharam e avermelharam e o estômago dela não respondeu nada bem a essa “mudança” que o corpo provocou à saúde. O lado bom é que ela tem convênio médico, foi para o hospital e está sendo muito bem cuidada (graças a Deus!).

Fui visita-la no fim da tarde do Natal e ela estava bem boa. 🙂 Aproveitamos aqueles momentos, eu, papai, mamãe e ela e ficamos conversando e relembrando o passado. E eu AMO esses momentos e as histórias. Curto mesmo. 😀

O lado bem de ter uma família, até que grande, é que existem os familiares que ajudam nesse processo, revezam os cuidados para ninguém cansar e assim a vovó ficar bem acompanhada. Com isso o papai pôde passar a ceia comigo e com a mamãe, dormiu em casa e depois ficou com a vovó em partes do dia de Natal.

Ah! De noite, outra ~maravilha~ que aconteceu foi que eu finalmente (!) assisti ao filmeO Quebra-Nozes: A história nunca contada”. É de 2010 e com a Elle Fanning ~bela~, mas foi só uns dois ou três anos atrás que eu descobri o filme e  nada de conseguir acha-lo para baixar seja legendado ou dublado. Até que esse ano eu o achei completo no Youtube #TodosComemora e aí #Partiu assistir o filme.

quebra

Foto: Google (Pôster do filme).

A história do Quebra-Nozes é uma das minhas histórias natalinas favoritas (Alô?? Foto do perfil do Facebook da Clara! *-*) e amo ver o filme, seja a adaptação que for, durante o Natal. Antes desse, geralmente eu assistia o da Barbie (Me deixa, vai… Hehehehehe).

Um dos meus sonhos é adquirir e poder ler essa história contada pelo E. T. A. Hoffmann, já que foi dele a ideia e a primeira publicação do conto. Mas o Tchaikovsky foi quem a popularizou transformando-a no balé de repertório que, garanto, todos vocês conhecem.

Espero que eu realize essa proeza…

be33513a21d878893aa5542b288259ca

Foto: E. T. A. Hoffmann (em Pinterest).

E então? Como foi o Natal de vocês? Como passaram os momentos? Ficaram coisas boas? Realizaram algum sonho? Contem-me aí em baixo nos comentários.

Abração!

PS: Se você, assim como eu, ainda não tem Netflix (aliás, será que tem esse filme no acervo deles?), aqui está o link do filme para assistir também  – Lembando que é um filme infantil, então, o veja como se você fosse criança, ok? Ok.

PS2: Aproveita e assista logo, porque nunca se sabe quando o Youtube vai tirar do ar. (aka A velha história dos direitos autorais). 😉