Os dois 28

Em 2013, uma de minhas cantoras favoritas, a Sarah Brightman lançou mais um álbum de estúdio (no Google aparece que é o décimo primeiro.). :O

tumblr_mrwnrhitjw1ri55s3o1_1280

Foto: Tumblr.

Ok, mais um álbum de estúdio, que é muito bom (!) por sinal. Só que esse foi o primeiro álbum que eu acompanhei tudinho desde que me tornei muito-muito fã dela. Muita emoção, lágrimas, carinho, inspirações, ai ai…

No finalzinho do primeiro semestre vi que havia começado o tour pelo mundo. Meu coração palpitava pelas músicas. Meus olhos brilhavam por um show dela aqui no Brasil. *-*

Tipo, ela ia estar no mesmo ambiente que eu!! Quão surreal é isso p/ uma fã?

E sim, ela veio se apresentar por aqui, no Brasil, em várias datas. Em São Paulo estava organizado p/ ser somente na quinta dia 28/11, mas teve uma hora que a procura foi tanta que eles abriram mais uma data, dia 29/11.

Eu consegui ir ao show do dia 28 (quando comprei meu ingresso só tinha essa data aqui no estado. ^-^), mas, mano…. Foi uma aventura até chegar à minha cadeirinha lá “na tampa” do Citibank Hall (ué, era o lugar/valor que consegui pagar… Quase perto do teto, na última fileira. Rsrsrsrsrsrs).

Até chegar a São Paulo foi uma beleza, pegar o primeiro e o segundo metrô… Mais ou menos…

Gente, eu sou um pouco pôia, mas deve ter gente que é mais que eu. Será que dá p/ alguém da Cia de metrô da cidade melhorar aquelas plaquinhas?? Tem só os nomes dos bairros onde você está e para o qual a linha vai, mas eu não moro lá. Sou turista. Podia ter também o nome das estações, né não? Ia ser mais fácil a localização. E tenho dito!

Em outras palavras, me perdi legal com os tais nomes de bairros, mas perguntando, perguntando e perguntando, eu consegui chegar à estação que eu queria. Quase que não consigo me encontrar com meu tio (morador de lá e naturalizado paulistano <3), pois ele combinou de me levar até o show.

No fim, eu consegui, fomos p/ a casa dele aka apartamento, troquei de roupa, comemos um pãozinho-delícia de uma padaria perto da casa dele (É meio chique ela, mas muito amor, viu? Só não lembro o nome, desculpa.) e já fomos p/ o local. E no caminho que a Augusta estava cheinha de carros??? Meu coração foi na boca, mas algo dentro de mim me deixou calma. Ai ai… Parecia que, mesmo com os obstáculos, estava tudo conspirando pra eu conseguir me encontrar com a Sarinha! *-*

E que show foi aquele??? No momento que ela começou a cantar, explodi em lágrimas. Cantei com ela a primeira, a segunda e um pouquinho da terceira música chorando emocionada, mas tive que me conter senão eu não ia curtir direito, né? Um show MA-RA-VI-LHO-SO! Tanto que lembro até agora e quero lembrar p/ sempre! *-*

Mas quando terminou, a Cinderela tinha que virar abóbora e eu viajei de madrugada de volta p/ minha cidade, pois na sexta eu tinha que trabalhar (saudades trabalhar… 😥 ). Mas que trabalhei com os olhos brilhando, ah trabalhei………

Nisso, passaram-se os dias e lá estava eu toda-toda em 2014, no dia 28/11, relembrando o show e comemorando que eu tinha ido e tal, quando recebo a notícia que o criador do personagem “Chaves”, o Roberto Gómez Bolaños havia falecido naquele mesmo dia. Puxa… Fiquei muito triste, pois era super fã dele e seus personagens. Artista que mostrava que a comédia não precisava ter “baixarias” p/ divertir. A graça estava na inocência e nas situações. :’)

ads_chaves1

Foto: Galeria do Google.

Que puxa… (como diria o Charlie Brown) Um dia maravilhoso e ao mesmo tempo triste. Triste, pois não temos mais entre nós o Bolaños, mas maravilhoso pelo legado que ele deixou e, principalmente, por eu ter vivido essa experiência que foi ter feito parte da “Dreamchaser World Tour”!! Por ter ouvido ao vivo meu Anjo da Música… ^.^

23f521101-929d-2d44-e96ee68a593804c8

Foto: Reprodução.

Postico #1

Olá, pessoas! Espero que estejam bem!

Sendo hoje o “All Hallows Eve” (Véspera do Dia de Todos os Santos) aka “Halloween”, resolvi compartilhar uma playlist que montei mentalmente durante o dia. Ah, eu montei a lista conforme fui me lembrando das músicas e não por ordem de preferência, já que gosto de todas…. 🙂

Playlist de Halloween

1- Thriller – Michael Jackson
2- Ghosts – Michael Jackson
3- Moon Trance – Lindsey Stirling
4- Shadows – Lindsey Stirling
5- I Miss You – Blink 182
6- Monster – Paramore
7- Doce Vampiro – Rita Lee
8- Monalisa – Panic! at the Disco
9- This is Halloween – Panic! at the Disco
10 – Going Under – Evanescence
11 – Pet Sematary – Ramones
12 – Phantom of the Opera – Sarah Brightman
13 – Ghost in a Machinery – Sarah Brightman

Bônus: Trilha sonora de “The nightmare before christmas” & “Corpse Bride” (insira aqui a trilha sonora de qualquer filme do Tim Burton que você goste. Rsrsrsrs).

Como não tenho conta no Spotify (e não posso colocar a playlist por aqui. :x) basta você procurar por cada uma dessas músicas por lá ou até mesmo no Youtube. Espero que tenham gostado.

Abração!! 🙂

PS: Pessoal, vou colocar o post “Cotidiano #4” logo logo, pois é o último antes do meu aniversário e tem coisas maras p/ contar. ❤

Mini mim

remedios-em-forma-de-jujubas-e-chocolates

Foto: Galeria do Google.

Antes de mais nada, FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!!!!

Acho sempre bacana pararmos e pensarmos no que estamos fazendo, o que está acontecendo e para onde queremos ir ou o que queremos ser. Também é bom revisitar o que aconteceu conosco, seja para sentir um quentinho no coração, seja para não repetir erros e fazer diferente no presente.

Sobre a parte de querer sentir um quentinho no coração e como é dia 12, vou listar 12 lembranças e fatos de minha infância e pré-adolescência que me fizeram/fazem muito feliz. Segue aí a nostalgia…

1- Quando era bebê minha mãe gostava de me vestir de azul e, às vezes, colocar Mozart p/ eu ouvir enquanto dormia. Isso eu sei por que minha mãe me contou, mas mesmo assim entrou p/ hall “Lembranças carinhosas” e me explicou o talvez de eu gostar tanto de azul e música clássica, apesar de não ser nada especialista sobre o assunto. ❤

2- Quando eu era pequena eu vivia muito no mundo da imaginação, hoje eu controlo um pouquinho mais essa imaginação (tem vezes que até demais… :x). Na escolinha que eu estudava, tinha um escorregador no parquinho que tinha uma estrutura de torre de castelo que ficava ao redor da escada. Num dia, quando o pessoal da minha sala estava usando o parquinho e tinha uma fila de gente, inclusive eu, usando esse escorregador, acabei dando um de meus “shows”. Hahahahaha Acho que eu tinha visto, naquela semana, o filme do “Mickey e o pé de feijão”. Vocês sabem que nesse filme tem uma harpa mágica que parece a Cinderela vestida de verde (nunca repararam?) e, no início do filme, ela canta para os passarinhos. Pois bem, numa das minhas vezes de escorregar, eu parei lá em cima e cismei de imitar a Harpa cantando (e cantei a música certinha, fiz os gestos e tudo o mais), mas o pessoal atrás de mim não gostou nada, afinal, eu tinha parado eles p/ ficar cantando. HAHAHAHAHAHAHA

3- Teve um dia, nessa mesma escolinha, em que eu estava bem concentrada no seguinte pensamento: “Acho a cor azul bonita, mas eu não posso gostar de azul. Só os meninos gostam de azul. As meninas têm que gostar de rosa… Mas eu acho o azul mais bonito!”. Passaram-se alguns segundos e por fim concluí: “Acho que vou ter que virar menino porque eu gosto mais de azul, apesar de também gostar do rosa…”. Esse dia me marcou muito, pois me senti meio que livre. Como se tivesse tirado um peso das costas. Eu podia gostar da cor que eu quisesse. E isso p/ uma menininha de 3 ou 4 aninhos… Mano! Era o máximo! 😀 (Lembrando que isso tudo aconteceu sem que eu soubesse que minha mãe me vestia mais de azul quando bebê).

4- Quando eu e meus pais íamos à locadora de filmes (fosse qual fosse), lembro que um dos filmes que eu mais gostava de alugar era “O Ratinho detetive”. Amante de histórias policiais desde pequenininha! Ah, amava também alugar “A Polegarzinha”, mas a criada pelo Don Bluth. 😉 E continuo amando essa história e as outras do Andersen tanto que o tema que eu escolhi para o meu TCC na faculdade foi analisar alguns contos dele. ❤

5- Numa dessas idas à locadora, lembro que bati o olho num filme cujo título era “A princesa encantada” (The swan princess) e lembro-me de ter me perguntado: “Mas não são os príncipes que são encantados? Por que a princesa tem que ser encantada?”. Uns segundos depois: “E por que a princesa não pode ser encantada?”. Peguei o filme e pedi para meus pais alugarem. Sou apaixonada até hoje pela história. *-*

6- Meu avô paterno e minha avó materna morreram muito cedo, na minha opinião… Sinto muito a falta deles. Gostaria de ter convivido bem mais com eles. Por isso me apego à algumas lembranças, por exemplo, quando meu avô me levava para passear pelos campos e sítios daqui da cidade. Pelas estradas de terra nos domingos à tarde. Outra lembrança em que acabei me apegando: Eu e meu irmão, quando mais novinhos, dormíamos em uma beliche, ele embaixo e eu em cima. Numa das vezes em que minha avó estava em nossa casa, lembro de ter ficado com a cabeça pendurada para fora da cama e minhas pernas e pés p/ dentro. Minha avó estava no quarto comigo e me dizia: “Você vai quebrar a cabeça, menina.” ^.^ #Saudade

7- Quando eu mudei de escola e estava na primeira ou segunda série, lembro que uma de minhas colegas perguntou p/ mim se eu gostava de Pokémon, se eu assistia e coisa e tal. Falei que não assistia e que nem conhecia. Ela, então me contou como que eles eram e eu achava meio estranho e engraçado. Uma hora eu comecei a sentir que tinha que assistir p/ me enturmar e isso me irritou um pouquinho. Eu sou de boa com Pokémon, conheço mais ou menos, mas prefiro mil vezes Digimon, apesar de da quinta temporada p/ frente eu achar chato. Hehehehe Minha opinião. 😉

8- Houve um dia em que me veio à mente que eu queria ser original e diferente de todo mundo. Eu achava bem mais legal o “ser diferente”. E esse pensamento acabou me marcando. Com o tempo, aprendi que é muito raro ser original. Mas ser diferente, p/ mim, continua sendo muito mais legal. Hipster antes dos hipsters… Ou não. Hahahahahaha #NaVanguarda :p

9- Eu escrevia diários quando era pequenina. Tenho alguns guardados (acho que três), mas acho meio bobo o que está escrito ao mesmo tempo em que gosto de me lembrar de alguns desses momentos. ❤

10- Eu morava perto do mercado municipal, no centro da cidade e, de vez em quando, eu sentia falta de ter crianças na minha rua p/ brincar. Uma galera bacana que, quando junta, fecha a rua.  Eu tinha meu irmão na maior parte do tempo e minhas primas e amigos de escola meio que moravam longe, então não era sempre que podia brincar. Só quando eu ia na casa da minha avó ou ia na casa deles, respectivamente falando. Mas teve uma vez que eu estava brincando no quintal, quando vi um rostinho na janela de cima do sobrado ao lado. Daquela janela podia-se ver o meu quintal. Então, quando vi o rostinho mais uma vez, comecei a conversar. O nome da criança era Juliana e ela era um pouco mais alta do que eu e, não sei se mais velha. Pela primeira vez eu tinha alguém por perto p/ brincar além do meu irmão. 😀 A gente brincou bastante naquele dia, conheci a casa dela e ela a minha. Uma vez fomos almoçar fora e ela foi conosco. Mas não sei por que, um dia, ela não estava mais lá na janela. Não lembro se alguma vez ela tinha me falado que iria se mudar. Não sei. Só sei que nunca mais a vi. :/

11- Quando tinha 12 anos, eu pedi para meus pais a Barbie do momento, que era a “Doces sonhos”, ela tinha o corpinho todo articulado porque era de pano. A cabeça e as mãos ainda eram as de plástico que conhecemos. Quis essa Barbie mais para guardar de lembrança, pois essa seria a minha última Barbie. Tenho ela guardada até hoje.<3

12- Eu tenho um primo, por parte de mãe, que, desde pequeno, vem passar as férias de verão com a gente. Ele mora no Rio de Janeiro. A gente se divertia muito e também brigava muito (tem algumas lembranças em que hoje eu paro e penso: “Gente… Como eu era ruim/chata.” –‘ Hahahaha Ele parou de vir, todo ano, com quinze anos, pois tinha começado um estágio no Banco do Brasil. Ficamos orgulhosos dele. Atualmente ele não trabalha mais lá, já é casado (ganhei mais uma prima! <3) e tem um filho (meu ~lheeendo~ priminho!!). Sentimos a falta deles, mas ainda bem que existe telefone e que criaram o Skype. *-* PS: Considero meu primo como um irmão mais velho.

Bem, gente, essas foram algumas das minhas lembranças e fatos marcantes da infância. Quais são os seus? Comentem aí, estou doida p/ conhecê-los.

Abraçinhos! 😀

Floreios floreados

Feliz primavera p/ você que está lendo isso aqui! \o/

Pois bem, uma de minhas estações favoritas está no ar e eu queria escrever um pouco sobre…

Bem, no nosso calendário está marcado que dia 22/set é o início da primavera e para as meias estações (primavera e outono) é dado o nome de equinócio, pois é quando os dias e as noites têm durações iguais e o tempo vai correndo para que os dias fiquem mais claros, no caso do solstício de verão ou vão escurecendo mais cedo, no caso do solstício de inverno.

5763ba347713e39ddf7cd8768a9d6b8b

Foto: Robert Triscoli

Indo para o sentido abstrato desse momento em que a natureza explode em vida e em cores, pergunto a você: Como está o seu coração? Que tal se inspirar na renovação no mundo à sua volta e tirar seus sonhos da gaveta ou repensar atitudes e decisões, por exemplo?

É normal não estarmos alegres/bem a todo momento, mas também acredito que não merecemos ficar p/ baixo por muito tempo.

Faz bem se permitir um momento de reflexão para entrar em acordo consigo mesmo, trazer à luz os sentimentos, conversar consigo, etc e etc, mas quando esse momento conosco passa, o que fazer?

Vamos deixar nossas mais lindas cores serem vistas? Vamos nos permitir desabrochar? Vamos nos permitir mudar de cores? Esse é o melhor momento: O agora. ❤

Espero que tenha gostado da mini reflexão e que ela ajude de alguma maneira boa.

Abraços! ^-^

Cotidiano #3

Olá!! Como estão vocês? Espero que bem. ^.^

Como combinado (comigo mesma e com vocês, se vocês se sentiram parte do “combinado”), voltei aqui um mês depois para meus relatos de vida ~cotidiana~.

Foi um período em que pensei muitas coisas (praticamente o tempo todo), aconteceu algumitas e não aconteceram outras.

Voltei a ter aulas de música quase na metade do mês passado e tá sendo maravilhoso, os olhinhos continuam brilhando e a curiosidade e vontade de aprender continuam fortes, obrigada. Meu irmão começou a trabalhar e estou tão feliz! *-* Agora só falta eu… Uhuhuhuhu

Se minha vovó Diva estivesse viva ela faria 75 anos em agosto passado (ela era mãe da minha mãe e nasceu no mesmo ano da mãe do meu pai <3). Quero ainda este ano fazer um texto falando sobre ela e meus sentimentos por ela. ❤

Um evento que gosto de lembrar todo ano: Hoje, 15 de setembro, é dia do aniversário da minha cidade e também dia de nossa padroeira, Nossa Senhora das Dores (Rogai por nós, mãezinha do céu! <3). Fico muito contente com o dia de hoje, pois é feriado municipal. É como se, por hoje, aqui fosse uma ilha serena num mar (que, nessa analogia seria o resto do país) cujas ondulações e cursos continuam normalmente. 🙂

Ah! Comecei um hábito de levantar um pouquinho mais cedo que antes p/ fazer o dia render um pouco mais e tem sido bem bom. Eu meio que gosto de levantar cedo, não tenho muito problema com isso, mas em contrapartida eu amo dormir e ainda estou tentando dormir mais cedo.

Vai entender essa escorpiana meio paradoxal que vos fala, né? Hehehehe

Bem, agora vamos, pois, às novidades culturais. ^.^

Lendo: Ainda estou lendo a série “As aventuras de Prydain” (se quiser baixar vai nesse site aqui, já disse…) e agora estou no último livro: “O Rei Supremo”, comecei essa semana. Bem, se eu achei os dois primeiros livros meio trevosos, o terceiro e o quarto foram ~de boas~ e bem bons (achei boníssimo o quarto, viu? Já SUPER recomendo). Esse quinto e último tá prometendo ser meio trevoso (também), mas beeeem emocionante. Vamos ver, né? *-*

Assistindo: Idem ao “Cotidiano” anterior. 😉

Ouvindo: Não sou de ouvir muita música todo dia. Já fui de ouvir muito-muito-muito. Mas de um tempo p/ cá tenho percebido que há dias em que são várias seguidas e há dias em que são algumas poucas. Ultimamente notei que estou ouvindo um pouco mais “The Beatles” e “Rosa de Saron”, apesar de serem pouquinhas músicas por vez, principalmente quando a vontade fica latente. Ai… São sonzinhos tão do bom!!! *-*

Falando nisso vou ouvir um pouco de Beatles enquanto termino de escrever aqui. Hihihihihi

Grata por: Continuar a jogar o “Jogo do contente”, mesmo que da minha forma, que é um pouquinho diferente da da Pollyanna. E assim a vida tem tido mais qualidade e tem sido bom estar nela. ❤

Ansiosa para: Que aconteça algo bom e a vida mude um pouco para melhor. #Oremos

Abração ae!! 😀

Lembrete: Sem necessidade de paralelos

Todo mundo pensa muitas coisas o tempo todo e podem ser os pensamentos mais variáveis. Digo isso, pois, no meio dos meus pensamentos de hoje, tomei consciência dessa ideia que me rondava. Isso de se ter que, obrigatoriamente, relacionar o que escrevo aqui com minha vida offline.

Como se fosse um paralelo. Eu preciso “necessariamente” viver algo ou então alguém bem próximo de mim precisa “necessariamente” passar por algum acontecimento que possa vir a me inspirar e, com isso, eu desenvolvo um texto aqui.

O que estou querendo contar é que não necessariamente o processo precisa ser assim. A gente pode ter uma ideia num minuto e no outro ela vira assunto de post. A gente pode ver uma foto/montagem/gif e, assim, isso virar ideia de post.

Thamís, florzinha, liberte-se das obrigações…. Aqui é p/ ser livre e se deixar entrar na fluidez. Aqui é seu espacinho, o seu cantinho. Aqui você pode criar em paz e com o carinho que você gosta de colocar no que faz. Aqui você pode escrever e abrir o seu coração de boas. Aqui você pode quase tudo!

Só lembra que um monte de gente pode vir e ler. Não deixa isso te travar, mas também tome cuidado. Equilíbrio é sempre bom. 🙂

PS: Esse post era p/ ter sido publicado dia 30 de agosto, no entanto, só consegui finalizá-lo hoje. Por isso mudei a data. 😉

Cotidiano #2

Olá, pessoal! Espero que estejam bem. 🙂

Estava fazendo as contas da última vez em que fiz um post nessa categoria e vi que já se passaram seis meses entre o primeiro e esse! Seis meses é muita coisa, gente!!! D:

Com esse fato, deixem-me atualizar issaquê! Rsrsrsrsrsrsrs

Bem, nesse tempo todo fui só estudando música (amo, sou! <3) com minha turma do curso <3, escrevendo um pouco por aqui e algunas cosas más. Passaram-se os meses e, sinceramente? Queria ter feito muito mais coisas incríveis com o meu tempo, mas muito do que eu quero/gosto de fazer precisa de dinheiro (por exemplo: ir ao teatro, ir em excursões maneiras (sim, amo excursões dependendo do destino), ir ao cinema, etc.) e, no momento, estou procurando emprego. :/ E gostaria muito que fosse mais fácil, mas sabemos que nem tudo na vida é como queremos e, sendo assim, continuo na luta (junto com a maioria da população daqui do Brasil). o/

Mas como não aguento ficar parada e sendo inútil (tenho paúra! O.o), eu ajudo aqui em casa com as tarefas domésticas e consumo cultura pela internet (muito-muito-muito obrigada Youtube, Bloglovin’ e sites confiáveis p/ baixar livros!!!!! <3), fora passar meu tempo precioso com minha família e papeando com os migos pelo Facebook (menos vezes do que eu gostaria, vide a tagarelice interior… Hehehehehe).

Agora, vamos às novidades culturais (uhuhuhu):

Lendo: Quem me acompanha no Instagram (se ainda não e ficou com vontadinha, clica aqui) sabe que quando começo a ler (ou ainda estou no início da leitura), eu registro a foto do livro por lá e, como faz tempão que não atualizo essa categoria, sabe que já terminei a série “A Maldição do Tigre” e AMEI TOTAL!

Mas, falando da leitura da vez, estou lendo a série “As aventuras de Prydain” (se quiser baixar vai nesse site ~maravilindo~ aqui) e estou no segundo livro: “O Caldeirão Negro”. Estou amando muitão, mas, como a série é meio ~trevosa~ e eu leio antes de ir dormir, rola sempre um medinho do escuro (Rsrsrsrsrsrs), mas focar em pensamentos felizes e músicas (fico cantando mentalmente) sempre me ajuda. 😉

Assistindo: Gentes, vocês ficaram sabendo que não tem mais o Anitube?? Quando vi, algum tempo atrás, o site tinha sido vendido p/ um grupo japonês… 😦 (Quer dizer, até tem um novo, mas o acervo dele em relação ao antigo ainda é pequeno. Afinal, tá começando de novo…) Ainda bem que tem alguns canais no Youtube que salvaram alguns desenhos que eu amo e o Crunchyroll! ❤

Bem, ainda estou assistindo “Corrector Yui” e comecei a ver “Digimon Tri”. ❤ Tudo junto, mas não misturado. Hehehehe E estou A-MAN-DO! Quando ouvi a música de abertura até senti uma lagriminha no cantinho do olho…. Sou fã desde pequena quando passava na TV Globinho e eu assistia junto com meu irmão. #Nostalgia

Lá no Crunchyroll, que é por onde estou assistindo, eles dividiram em episódios. Sei que os donos do anime estão lançando a série em filminhos, no entanto, tem sido mais legal ver em episódios mesmo, lembra-me de quando eu era criança… Até agora já lançaram dois “filminhos”, e em setembro vão lançar o terceiro filme (que, logicamente, vai ser dividido em episódios) #Atoron

Ouvindo: Uma miscelânea de músicas que gosto. Quando dá na telha eu ponho uma p/ escutar. Hehehehe Mas como esse post está saindo hoje, dia 15, vou dizer que ontem, por ter sido aniversário da Sarah Brightman (minha diva-inspiração-anjo da música <3), fiquei um teeeeempo escutando as músicas dela.

Deu até um “gostosinho” no coração enquanto eu lembrava de como descobri o som dela e me tornei fã. As raízes, entendem? ^.^

Grata por: Ter muita cultura (músicas, filmes, livros, documentários, …) sendo divulgada nas internês de forma que fica bem de boa a gente consumi-la quando e se quisermos.

Ansiosa para: Conseguir um emprego bacana e que tenha uma rotina, ambiente e colegas bons p/ se trabalhar. Torçam por mim!! >.< 🙂

Abração!!

PS: Firmei um compromisso comigo de atualizar essa categoria uma vez por mês nessa mesma data (dia 15). Espero que eu consiga e seja bem bom. 😀